Igreja, Política e Justiça Social

Publicado: 1 de agosto de 2010 em Notícias e política

no OGalileo
em Cristianismo
em Louvores
em Entretenimento
em Notícias
em Vídeos

O CRENTE E A POLÍTICA

Igreja, Política e Justiça Social


Altair Germano


Altair Germano



Pastor auxiliar da Assembleia de Deus em Abreu e Lima-PE, Teólogo,
Pedagogo, Vice-Presidente do Conselho de Educação e Cultura da
Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, 2º Vice-Presidente do
Diretório Estadual em Pernambuco da Sociedade Bíblica do Brasil,
conferencista e escritor.
13/07/2010 13:02h

Em sua função profética, como pastores,
pregadores, ensinadores e a Igreja estão se posicionando diante dos
dilemas sociais de nossa época? Tenho algumas considerações a colocar
sobre o assunto.

Penso que algumas questões graves contribuem para que pastores,
pregadores, ensinadores, líderes cristãos em geral e algumas igrejas
silenciem diante das injustiças sociais em nossos dias.

Muitos profetas e a atividade profética da igreja está comprometida nos
dia atuais por diversas questões, onde cito aqui algumas delas:

– Com a institucionalização da igreja, dentro da própria igreja
observamos a prática da injustiça, quando algumas lideranças exploram os
dízimos dos pobres (dos ricos também) para manter o seu luxo palaciano.
Há líderes que deixam de investir no socorro aos necessitados, na
educação e na evangelização para que sobre dinheiro para a compra de
carros e apartamentos, apartamentos, mansões, fazendas, aviões etc.
Outros investem timidamente nestas obras, para tentar passar uma falsa
imagem ou mascarar a realidade. Volto a repetir que um líder deve viver
dignamente, mas não deve destoar absurdamente da realidade social e
econômica de sua comunidade cristã. Não sou apologista da mendicância,
nem da ostentação luxuosa desnecessária e extremamente vaidosa;

– Pastores, pregadores, ensinadores e outras lideranças fazem a cada
eleição alianças com candidatos e políticos corruptos, ladrões, devassos
e arrogantes. Se vendem e negociam o voto da igreja em troca de favores
como terrenos, comissões, cargos para familiares, parentes e amigos,
ajuda para realização de festividades ou obras. Nestas questões, há uma
verdadeira promiscuidade em nossos dias. Ao fazerem tais alianças, este
líderes ou igrejas perdem a sua autoridade profética, visto que tal
autoridade está associada à nossa integridade moral e princípios;

– Algumas de nossas organizações (escolas, universidades, faculdades,
convenções estaduais, regionais e nacionais de igrejas e ministros,
etc.) deixaram de ser relevantes, existindo atualmente para basicamente
servir para distribuição de cargos, ser fonte de vantagens financeiras,
privilégios, roubos, extorsões, esquemas, fraudes, corrupções,
promotoras de brigas, facções, dissensões e de escândalos internos e
externos, locais, regionais e nacionais. Os que têm acesso às provas
desta realidade se omitem, geralmente, por terem sidos ou por serem
beneficiados de alguma forma pela situação.

Dessa forma, pode-se entender o silêncio profético de muitos para com as questões políticas e sociais de nossa época.

Não dá para confrontar Acabe (os líderes políticos de fora e os líderes
"políticos" e religiosos de dentro) quando se compactua do seu pecado,
ou quando se teme perder o emprego, o salário, algum cargo ou função
alcançada, ou ainda a perda de oportunidades, convites ou agendas. Tal
postura é covarde e mercenária. Precisamos seguir o exemplo de Micaías
(1 Rs 22.13-14).

Não dá para denunciar o "pecado de Herodes" (Mt 14.3-12) quando se senta
na mesa com "Herodes" para negociar ou buscar favores ilícitos ou
imorais. É interessante lembrar que nem sempre legalidade é sinônimo de
moralidade.

Apesar do momento crítico, o ministério profético na Igreja voltado para
as questões políticas e sociais não será extinto. Tenho viajado por
este Brasil e conhecido muitas lideranças e instituições sérias,
honestas e ainda comprometidas com o bem comum, com a justiça social e
com os princípios e prioridades do Reino de Deus.

Sempre haverá um profeta (ou profetas) no campo, nos grandes centros
urbanos e nos palácios prontos para serem convocados, capacitados e
usados pelo Senhor.

Ele pode contar com você?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s