CONTRAPONTO AO COMENTÁRIO DE ARNALDO JABOR EM RELAÇÃO AO FILME: “Ó PAÍ Ó”

Publicado: 20 de março de 2007 em CULTURAL, Evangelismo, Mensagem Pessoal, Notícias e política

CONTRAPONTO AO COMENTÁRIO DE ARNALDO JABOR EM RELAÇÃO AO FILME “Ó PAÍ Ó”:

Como foi infeliz o comentário do Jornalista Arnaldo Jabor do dia 20 de março de 2007, na rede CBN, no desenvolvimento do comentário do Filme “Ó Paí Ó”, ao fazer uma clara confusão entre cultura e religião. Particularmente, ao considerar ignorantes aqueles religiosos que acreditam na existência dos demônios, conforme está registrado na Bíblia, ou simplesmente por considerar desavisados aqueles que têm uma religião que não seja a religião africana, ou seria cultura africana? Bem, confusão a parte entre o que é cultura e o que não é, vejam, esse comentário se reveste da profunda intolerância religiosa que parece querer combater. Quer dizer, usa a intolerância como instrumento para combater o que ele supõe ser intolerância. Na verdade, parece mais revanchismo por parte de quem se sente ofendido ao ver fiéis de um segmento religioso, mudando seu credo e abraçando outro. Chama mesmo a atenção a despeita de que se reveste o Jornalista ao tratar o assunto. Ele classifica os evangélicos como criminosos culturais, charlatães, canalhas, farsantes nojentos, caretas, diabos e de indecentes, pois na sua visão, quem é decente, sabe que os evangélicos é que são diabos. É claro que o Jornalista foca a Bahia, mas este não é um assunto exclusivo da Bahia, ele acontece em todo o pais, e mais, fora dele, até mesmo no Continente Africano, onde também existem evangélicos…

O comentarista sugere que os cultos evangélicos televisivos deveriam ser proibidos, e os classifica segundo a sua visão como: violentos, brutais e demoníacos, promovendo aqui uma incrível desinformação, pois certamente estaria ele se referindo aos cultos que deseja defender, e que se mostrados na televisão escandalizariam as famílias brasileiras. Imaginem vermos pessoas possessas pelo Exu Caveira, Tranca Rua, Pomba Gira, Maria Molambo, Zé Pelintra  e outros tantos demônios, ávidas em sugar o sangue de Galinhas e Gatos Pretos, ou os ossos apodrecidos de bodes, ou mesmo violando túmulos em cemitérios em busca de ossos de cadáveres para uso em seus rituais macabros, ou mesmo costurando a boca de sapos contendo ali as fotografias de desafetos, para dizer o mínimo. Mas, o Jornalista disse uma verdade, pois nos cultos evangélicos há violências, brutalidade e demônios sim: ocorre quando os praticantes desses cultos macabros vão às igrejas evangélicas em busca de libertação da possessão dos orixás ou demônios que atormentam suas vidas e que as enganaram com falsas promessas de felicidade e paz espiritual. Estas pessoas são involuntariamente tomadas e possuídas violentamente pelos seus guias, que aliás as consideram como “cavalos” seus, e as fazem cair no chão, se descabelando, tentando arrancar a própria roupa e esganar as pessoas mais próximas, e se não são libertas pelo poder do Nome de Jesus Cristo, não encontrariam a paz que lá foram voluntariamente buscar.

Felizmente, os demônios não têm força para enfrentar a Igreja de Jesus Cristo, e é justamente por isto, que a cada ano, mais e mais pessoas, antes possessas e oprimidas pelos orixás demoníacos, estão sendo libertas não só na Bahia, mas em todo o  Pais.

Eu me pergunto: será que o Jornalista apoiaria uma religião cultural que em nome de suas crenças e tradições chega ao absurdo inominável de sacrificar crianças em rituais macabros? Ou apoiaria orixás demoníacos que atacam a saúde das pessoas levando-as à morte, ou mesmo, apoiaria a prática do  Vodú, dos bonecos que são usados para causar dor, sofrimentos e morte?

Será que os que deixam voluntariamente a prática destes cultos aos orixás e aceitam a Jesus Cristo como seu único e suficiente  Salvador, estariam todos loucos por buscarem uma religião que lhes ajude a obter paz e salvação em Cristo Jesus. Será que são todos ignorantes como afirma o Jornalista, ou será que são pessoas oriundas de todas as classes sociais e que possuem também diploma de nível superior, e são também pessoas que têm cultura? Ou será que a única fonte que o Jornalista consultou para fazer o seu comentário do dia, foi o seu próprio preconceito, intolerância e revanchismo religioso?

Só as pessoas que já foram enganadas pelos orixás e suas práticas macabras sabem o alívio que é estarem livres deles para sempre. São estas pessoas que estão deixando a prática desses cultos africanos e são elas que para eles não desejam voltar nunca mais.

No mais, a nossa Constituição Federal democraticamente garante a todos o livre exercício de sua religião, não admitindo ser democrático o revanchismo, a intolerância, o ataque a honra pessoal e a moral de quem quer que seja. Será que o Jornalista Arnaldo Jabor sabe disso?

 

EDIMILSON MARINHO

Jesus Ama Você!

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s